Ergonomia e o Conforto Integrado no Espaço Urbano Paulistano: um estudo de caso

10/10/2019

 

No mês de Setembro de 2019, Gabriel Bonansea de Alencar Novaes (membro do grupo CONECTICIDADE), Larissa Azevedo Luiz, Prof. Dr. Leonardo Marques Monteiro e Profa. Dra. Roberta Consentino Kronka Mülfarth publicaram o artigo "Ergonomia e o Conforto Integrado no Espaço Urbano Paulistano: um estudo de caso", sobre a as condições de conforto e desempenho ambiental nos espaços urbanos abertos da cidade de São Paulo nas vias junto a alguns dos icônicos edifícios de arquitetura modernista da cidade, nos anais do evento XV Encontro Nacional de Conforto no Ambiente Construído (ENCAC) e XI ELACAC (Encontro Latino-Americano de Conforto no Ambiente Construído. Confira abaixo o artigo. 

 

 

Site do evento para consulta: https://www.even3.com.br/encac2019/

 

Download do artigo: https://drive.google.com/file/d/1isHqoGbewMotB8950H6CbROItTdwopo2/view?usp=sharing

 

 

Resumo

 

Este artigo apresenta uma leitura crítica da análise, sob enfoque ergonômico, do espaço urbano da cidade de São Paulo com base nas pesquisas “Avaliação, sob o enfoque ergonômico, de edifícios modernistas construídos em São Paulo entre 1930 e 1964: áreas externas” (LUIZ, 2016) e "Conforto Termo acústico do Pedestre em São Paulo e Influência de Outras Variáveis Ambientais" (NOVAES, 2015). A análise busca discutir de forma crítica a complexa percepção que temos do espaço urbano, que mescla uma miríade de variáveis e incorre na condição do conforto do pedestre, trazendo uma compreensão do conceito de “ergonomia” enquanto conforto ambiental integrado. Sendo assim, apresenta-se aqui um conjunto de considerações e observações acerca da interdisciplinaridade da ergonomia, em se tratando da percepção completa do espaço urbano e de sua ambiência, e da necessidade da abordagem de fatores quantitativos, qualitativos, pessoais e subjetivos para sua compreensão. A reflexão é feita com base na avaliação dos resultados encontrados nas pesquisas, obtidos através de levantamentos empíricos realizados em diferentes períodos na cidade de São Paulo contemplando medições in loco de dados ambientais e questionários simultâneos aplicados aos pedestres.

 

 

Segue link para visualização do artigo: https://issuu.com/gabriel.novaes/docs/encac_2019_-_artigo_numero_161444_-_ergonomia_e_o_

 

Segue o artigo completo para consulta:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no LinkedIn
Please reload

CONECTICIDADE

Laboratório de Cidades, Tecnologia e Urbanismo